Horizontal List

PM Rui Araujo
Investir no futuro de Timor-Leste
FUTURO
Timor-Leste acolheu a mais recente reunião trilateral da plataforma para o Desenvolvimento Económico Sub-Regional Integrado entre Timor-Leste, Indonésia e Austrália

Ai-han Timor Nian
Ramos-Horta
"Tantangan Timor Leste Makin Berat"
ECONOMIA
"..fo-hanoin ba ukun nain sira nebe tinan tinan truka hela deit ministrus, atu hare ba povu nia moris nebe "kuaze 50%" povu sei moris iha linha pobreza nia laran..."
Australia-Timor Leste
Notre Dame students experience the world and help those in need in Timor-Leste
Empresários - Timor Telecom
Empresários timorenses e fundo das Fiji na corrida pela Timor Telecom
Timor-Leste - BAII
Timor-Leste inicia processo de adesão ao Banco Asiático de Investimento em Infraestruturas
Timor-Leste - Maluku
Maluku kaji kerja sama dengan Timor Leste

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Sectores privados da China e da CPLP defendem criação da moeda oficial de Timor-Leste

Díli – As delegações do sector privado da China e da Comunidade de Países da Língua Portuguesa (CPLP) questionaram Timor-Leste acerca da aquisição de uma moeda nacional, com vista a fazer frente aos diversos problemas de desenvolvimento.

Desde a independência total de Timor-Leste, em 2002, que o dólar norte-americano é a única moeda legal para transacções comerciais no país. Os líderes timorenses, os peritos económicos e os cidadãos já discutem este assunto há muito tempo mas ainda não foi tomada nenhuma decisão.

A Conferência do sector privado da China e da CPLP em Díli, que teve início esta segunda-feira, 1 de Julho, e termina esta terça-feira, 2 de Julho, encorajou o povo timorense a adquirir a sua própria moeda oficial.

O responsável pela delegação do sector privado de Macau, Jackson Chang, disse que Timor-Leste deveria ter a sua moeda corrente, uma vez que o facto de utilizar o símbolo monetário de outro país irá sempre gerar dificuldades, nomeadamente no que respeita à inflação.

O vice-governador do Banco Central de Timor-Leste, Nur Alkatiri, disse que antes de o país tomar uma decisão final sobre o assunto precisa de realizar um estudo apropriado sobre o tema, diligência que a sua instituição já iniciou.

O Governo timorense continua a encorajar os investidores estrangeiros a estabelecerem negócios com o sector privado nacional. Desde a independência, as autoridades têm aberto a porta aos actores de mercados externos para que injectem capital no país, mas ainda não se registaram grandes investimentos. O sector privado nacional ainda apresenta fragilidades e o Governo tem prestado particular atenção ao seu desenvolvimento.

Durante o primeiro dia da Conferência, o Primeiro-ministro Xanana Gusmão disse que o mundo (incluindo a China e os países da CPLP) tem conhecimento de que o processo de desenvolvimento do país teve início a partir do zero. O Chefe do Governo timorense disse ainda que o Orçamento de Estado para este ano prevê atrair investimento estrangeiro mas também apoia os empresários locais.

Xanana Gusmão sublinhou que o evento em Díli serviu para discutir questões relevantes, que possam contribuir para o sector económico nacional.

O Executivo pretendeu sempre assistir ao crescimento do sector privado timorense, uma vez que o país precisa de empresários nacionais fortes no futuro, referiu o Chefe do Governo.

«Devemos continuar a prestar todo o apoio necessário ao nosso sector privado, incluindo o apoio financeiro através do crédito bancário», disse Xanana Gusmão.

No segundo dia da Conferência notou-se uma quebra acentuada na participação, por parte de actores do sector privado timorense. Muitos empresários nacionais não compareceram no encontro.

A secretária de Estado de Apoio ao Sector Privado, Venerando Lemos, cujo gabinete organizou e promoveu a iniciativa, mostrou-se desapontada com a abstinência dos actores económicos nacionais no segundo dia da reunião, dizendo que o sector deveria saber que este evento era de extrema importância para incrementar a capacidade de gestão dos seus negócios.

(c) PNN Portuguese News Network
http://www.jornaldigital.com/noticias.php?noticia=37127

Sem comentários: